Sábado, 29 de Janeiro de 2022 04:53 84 98733 4107
Dólar comercial R$ 5,38 0%
Euro R$ 6, 0%
Peso Argentino R$ 0,05 -0.012%
Bitcoin R$ 215.911,54 +0.028%
Bovespa 111.692,33 pontos -0.82%
Economia Previsão

Riscos e oportunidades para o setor Agronegócio

A boa produção vai desde a preparação do solo até o acompanhamento do cultivo com uma equipe especializada, passando pela escolha das sementes e a forma de plantio, podendo então, melhorar a produtividade.

03/01/2022 09h43
35
Por: Adrovando Claro Fonte: Pedro Henrique Leal Lima
Foto: Adrovando Claro
Foto: Adrovando Claro

Por por Simonia Sabadin, CFO da Coopercitrus

A safra 22/23 deverá ser bastante desafiadora, com uma alta de preços em defensivos e fertilizantes, incertezas cambiais (intensificando o risco de desvalorização do real), além de ser um ano eleitoral, de modo que essa volatilidade cambial poderá impactar na formação dos custos. Produtividade, preço das commodities, preço dos insumos e custo financeiro são os maiores desafios do agronegócio.

A boa produção vai desde a preparação do solo até o acompanhamento do cultivo com uma equipe especializada, passando pela escolha das sementes e a forma de plantio, podendo então, melhorar a produtividade. Quando se tem uma boa produtividade, as perdas decorrentes de, por exemplo, situações climáticas, volatilidade em preços dos insumos e das commodities são minimizadas.

Já um dos maiores desafios dentro do agronegócio é a instabilidade climática, na qual somos incapazes de influenciar. Contudo, a intervenção em algumas culturas com irrigação e o seguro agrícola, torna capaz a minimização dos impactos. Considerando que a produtividade é um pilar imprescindível no setor, ter uma boa produção é essencial para um bom resultado em qualquer cultura. Um dos fatores que contribuiu para o expressivo custo dos insumos, principalmente de fertilizantes, foi o excelente preço em diversas commodities nos últimos anos, fazendo com que o agricultor aumentasse o seu investimento no campo, consequentemente aumentando o consumo, como também a diminuição da oferta e aumento de áreas plantadas.

Quando consideramos que muitos agricultores financiam 100% dos investimentos do plantio, a diferença da Selic (taxa básica de juros), que foi de 2% a.a. no início de 2021 para uma projeção acima de 10% a.a. para 2022, torna essencial a gestão financeira. A Coopercitrus, visando a saúde financeira de seus cooperados, está sempre em busca de alternativas, como o aumento da nossa equipe técnica, investimento em soluções de agricultura de precisão, aquisição de máquinas e equipamentos para atender um maior número de cooperados, assim como aprimorando e capacitando seu time de campo para o acompanhamento em cada cultura.

Em 2021, abrimos uma corretora de seguros, que busca oferecer proteção para culturas. Oferecemos seguros para propriedades rurais e residenciais, máquinas e equipamentos, com o melhor preço do mercado, pensando em proteção e redução de custos de nossos cooperados.

A busca de um custo financeiro adequado -- seja diretamente com a Coopercitrus ou através de outros parceiros do mercado financeiro -- para a aquisição de máquinas e equipamentos é importante utilizar linhas de longo prazo com bancos via BNDES.

A boa gestão de caixa é essencial, tentando captar recursos mais atrativos. As despesas financeiras, quando não são bem administradas, podem ficar com todo o resultado, tornando assim a gestão financeira tão importante quanto a gestão de produção.

Sobre a diretora Financeira Simonia Sabadin

Economista, pós-graduada em Administração de Empresas com ênfase em Marketing (FAAP), Finanças (FIA) e MBA em Agronegócio (Esalq). Cursou Governança Corporativa (IBGC). Com mais de 30 anos de experiência no mercado financeiro, como principais Bancos (Banestado, BBVA e Santander), atualmente atua como CFO da Coopercitrus, uma das maiores cooperativas do Brasil, fazendo a gestão das áreas de Controladoria, Fiscal e Jurídico. Em 2020 foi responsável pela abertura da Corretora de Seguros da Coopercitrus.

Sobre a Coopercitrus

A Coopercitrus -- Cooperativa de Produtores Rurais, com sede em Bebedouro (SP), é a maior cooperativa paulista e uma das maiores do Brasil em fornecimento de insumos, máquinas, implementos e suporte técnico. Com mais de 37 mil cooperados e unidades de negócios em mais de 60 municípios, nos estados de São Paulo, Goiás e Minas Gerais, a Coopercitrus tem como propósito oferecer soluções integradas para que seus cooperados cresçam como um todo.

 

Ele1 - Criar site de notícias