Quarta, 25 de Maio de 2022 19:38 84 98733 4107
Geral Gestão

Planejamento é fundamental para prefeituras garantirem eficiência em serviços prestados à população, apontam consultores

Além de situações previsíveis, a gestão também pode enfrentar desafios momentâneos, como é o caso recente da volta do aumento de casos de covid e do surto de gripe em muitos municípios.

28/01/2022 10h25
37
Por: Adrovando Claro Fonte: Ska Comunicação
Planejamento é fundamental para prefeituras garantirem eficiência em serviços prestados à população, apontam consultores

Paralisação de programas, atraso de salários, falta de suprimentos. Essas são apenas algumas das consequências que a falta de planejamento pode trazer para a gestão pública de um município. O início de cada exercício é um período fundamental para que as equipes que compõem a administração se reúnam e possam ter o conhecimento de tudo que acontece ou que possa vir a acontecer na cidade. 

 Esse é um desafio a mais para os novos prefeitos, que assumiram as gestões no ano passado. Por causa dos cenários conturbados causados pela pandemia, já no primeiro ano de governo, algumas ações deixaram de ser planejadas como deveriam e isso pode provocar o agravamento de problemas, como a paralisação de programas, por exemplo, como explica o consultor em gestão pública da Analisa RN, Francistony Valentim. 

 “Se no começo do ano de 2022 os gestores não alinharem o planejamento prévio, os problemas que eles tiveram já no ano passado, também por falta de planejamento, vão voltar agora, porém com alguns programas da administração já em andamento, o que piora a situação. Isso vai gerar uma insatisfação gigante da população porque esses projetos tendem a parar por falta de diretrizes, pessoal, suprimentos, ou seja, por falta de mecanismos que garantam a sua engrenagem”, explicou. 

 Além de situações previsíveis, a gestão também pode enfrentar desafios momentâneos, como é o caso recente da volta do aumento de casos de covid e do surto de gripe em muitos municípios. O consultor da Analisa RN Fladimyr Gomes, diz que também é possível planejar para enfrentar situações como essa. Segundo ele, é preciso se antecipar. “Se os casos estão crescendo nas cidades, é lógico que a demanda e a oferta por suprimentos, como máscaras, luvas e oxigênio, por exemplo, vai ser modificada. A tendência é que os preços subam e que fique mais difícil a compra pelo aumento da demanda e redução da oferta. Então, os gestores precisam se antecipar e adquirir esses produtos. Se o município for afetado pela nova onda,  estará minimamente preparado, e caso não ocorra, no mínimo, terá um estoque maior para o decorrer do ano ou para outras situações de necessidade”, exemplificou. 

 O consultor Francistony Valentim aponta ainda que a grande vantagem do planejamento na gestão pública é ter conhecimento prévio de tudo que acontece ou que possa vir a acontecer. “Por falta de conhecimento, o gestor pode não saber o quantitativo previsto para as receitas e para as despesas, pode não saber em que mês ele precisará fazer uma reserva maior das receitas, se o município está cumprindo os índices constitucionais para saúde e educação, se a sua gestão está fazendo os investimentos necessários em áreas fundamentais. Isso se reflete na maneira como a gestão é vista e na sua eficiência na prestação de serviços à população”.

 O consultor Fladimyr Gomes alerta ainda aos gestores que as consequências por falta de planejamento vão além de problemas externos. “A falta de planejamento poderá colapsar os procedimentos administrativos internos da gestão, induzindo, inclusive, as equipes de trabalho a atuarem com urgência em procedimentos pontuais que poderiam serem feitos em um segundo momento, deixando de observar quais ações, de fato, deveriam ser tratadas como urgentes”*.

 Saiba mais sobre a Analisa RN

 No mercado desde 2011, a Analisa RN oferece soluções nas áreas de controle interno, sistemas coordenados de gestão, métodos de eficiência e qualificação de pessoas, que promovem a excelência das atividades administrativas, de modo a minimizar riscos e potencializar resultados, tornando-se uma empresa de referência, sempre atuando com qualidade, credibilidade, ética e respeito aos princípios legais. A empresa, que desenvolve um serviço pioneiro no estado, já atendeu diversas prefeituras e câmaras municipais de todas as regiões do RN.

 A Analisa RN é formada pelos sócios Francistony Valentim, que possui graduação em Ciências Contábeis e Direito, e Fladimyr Gomes, graduado em Administração e Direito. Ambos, possuem uma vasta capacitação técnica com participações em cursos, seminários e palestras oferecidas por diversas instituições, inclusive pelo Tribunal de Contas do RN, em assuntos ligados às finanças, orçamento, gestão pública e controle interno.

 

 

Ele1 - Criar site de notícias