Quarta, 25 de Maio de 2022 19:35 84 98733 4107
Dólar comercial R$ 4,83 0.122%
Euro R$ 5,16 -0.379%
Peso Argentino R$ 0,04 +0.084%
Bitcoin R$ 152.411,33 +1.066%
Bovespa 110.579,81 pontos 0%
Economia Qualificação

Energia solar cresce e prevê novas vagas de emprego no Brasil e no RN. Veja 5 caminhos no CTGAS-ER para se qualificar

A Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) divulgou novos dados de expansão do setor no Brasil e previsão de 342 mil novos empregos este ano, espalhados por todas as regiões do país.

07/03/2022 10h34
51
Por: Adrovando Claro Fonte: Renata Moura
 Energia solar cresce e prevê novas vagas de emprego no Brasil e no RN. Veja 5 caminhos no CTGAS-ER para se qualificar

A energia solar superou pela primeira vez no Brasil a potência instalada da hidrelétrica de Itaipu, a segunda maior do mundo, ultrapassando o marco histórico de 14 Gigawatts (GW) em operação – na soma de usinas de grande porte com sistemas de geração própria de energia elétrica em telhados, fachadas e pequenos terrenos. As informações foram divulgadas pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), que também prevê, para este ano, a geração de 342 mil vagas de emprego no setor, espalhadas em todas as regiões do País.

 

Segundo análise do diretor do Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER) e do Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER), Rodrigo Mello, mais de 5 mil dessas oportunidades poderão ser abertas no Rio Grande do Norte.

 

“O Rio Grande do Norte é responsável por 2% das instalações fotovoltaicas do Brasil, segundo dados da Associação Potiguar de Energias Renováveis (APER). Levando-se em conta essa participação e a estimativa nacional da ABSOLAR, o estado se apresenta com possibilidade acima de 5 mil vagas distribuídas em todo o seu território”, analisa, observando que “a atividade entra no rol das principais empregadoras do RN, com uma característica muito importante de ser descentralizada, de estar presente em todos os municípios”.

 

“O grande desafio para quem está procurando emprego ou crescimento no ramo”, complementa ele, “é buscar qualificação”. “O setor de energia exige isso e o consumidor também. Conhecimentos sobre elétrica, sobre as tecnologias disponíveis e segurança do trabalho são parte do que é fundamental nesse mercado”, frisa o diretor.

 

Abaixo, ele lista 5 caminhos no CTGAS-ER, referência do SENAI no Brasil em educação profissional nas áreas de energia e do gás, para se preparar e potencializar a carreira ou buscar a primeira oportunidade em energia solar. A lista inclui opções de curta e longa duração, entre elas, a primeira Especialização Técnica do Rio Grande do Norte em Sistemas Fotovoltaicos, cursos de instalação de sistemas fotovoltaicos, de dimensionamento desse tipo de sistema e de eletrotécnica, base para o trabalho. Confira:

 

Especialização Técnica em Sistemas Fotovoltaicos
O curso tem duração de um ano, com início das aulas previsto para 10 de março, em formato semipresencial, com aulas teóricas na modalidade EAD – Educação à distância – e as práticas realizadas no CTGAS-ER, em Natal. Os conteúdos vão desde introdução a sistemas fotovoltaicos e projetos fotovoltaicos para sistemas de geração distribuída, passando por segurança do trabalho, comissionamento, gestão e viabilidade técnica e econômica. Para se inscrever é preciso ter ensino superior ou técnico. “A expectativa é repetir com esse curso a experiência bem-sucedida que tivemos com a especialização técnica em energia eólica, que tem atraído profissionais de todo o país e contribuído com a expansão sustentada da atividade, com cada vez mais qualidade”, diz Rodrigo Mello.

 

 

Instalador de Sistemas Fotovoltaicos
O curso oferece conhecimentos básicos e técnicos para execução das etapas de instalação elétrica e montagem de estrutura de fixação de módulos fotovoltaicos, conforme projeto e normas vigentes de segurança, saúde e meio ambiente. O conteúdo inclui desde fundamentos da eletricidade predial e da eletricidade básica até sistemas fotovoltaicos conectados à rede. Para se inscrever, é preciso ter no mínimo 18 anos, ensino médio completo e é recomendável ter aptidão para realizar atividades de trabalho em altura.

 

 

Tecnologias e Instalações de Sistemas Fotovoltaicos
O curso tem como objetivo promover o aperfeiçoamento profissional em tecnologias de energia solar fotovoltaica e instalação de componentes de sistemas de minigeração e microgeração de energia solar fotovoltaica. Para se inscrever, é preciso ter no mínimo 18 anos e conhecimento prévio na área de eletricidade.

 

 

Dimensionamento de Sistemas Fotovoltaicos
O curso tem como objetivo ampliar a formação dos profissionais de energias para dimensionar sistemas fotovoltaicos, com foco na geração distribuída e de acordo com normas e procedimentos técnicos de qualidade, segurança, higiene e saúde. Para se inscrever, é preciso ter certificação ou experiência profissional na área de energias. O conteúdo envolve desde a contextualização de como a energia do sol é aproveitada até o dimensionamento analítico e quantitativo do aspecto técnico financeiro de um sistema fotovoltaico para geração distribuída, além da apresentação das principais ferramentas computacionais para dimensionamento de sistemas desse tipo.

 

 

Curso técnico em eletrotécnica
Oferece desde conhecimentos básicos em eletricidade até módulos específicos, que incluem, por exemplo, segurança do trabalho, instalações elétricas prediais, instrumentação e controle de processos, projetos de sistemas elétricos, gestão da manutenção e eficiência energética. “É o curso mais completo em nível técnico para quem vai trabalhar com eletricidade. É a base para ingressar num parque eólico, numa usina solar ou para instalar os sistemas fotovoltaicos, por exemplo”, diz Mello. “O profissional é capacitado para fazer do projeto à instalação, mas precisa se especializar na área de atuação”. Para se inscrever é preciso ter no mínimo 18 anos, estar cursando ou ter concluído o 2º ano do Ensino Médio.

 

Ele1 - Criar site de notícias