Quarta, 25 de Maio de 2022 19:19 84 98733 4107
Geral Reajuste

iFood reajusta ganhos de todos os entregadores do país e novos valores passam a valer a partir de abril

Taxa mínima por rota passou de R$ 5,31 para R$ 6 e o valor mínimo por quilômetro rodado ficou 50% maior, de R$ 1 para R$ 1,50

04/04/2022 10h44
31
Por: Adrovando Claro Fonte: Hugo Duarte
iFood reajusta ganhos de todos os entregadores do país e novos valores passam a valer a partir de abril

 Após o anúncio realizado no dia 18 de março, o iFood inicia em abril o aumento dos ganhos dos mais de 200 mil entregadores parceiros que prestam serviço por meio da plataforma. Com a mudança, os parceiros passam a receber R$ 6 de valor mínimo da rota, que antes era R$ 5,31, e R$ 1,50 no valor mínimo do quilômetro rodado - um aumento de 50% em relação ao anterior. Isso significa que o entregador que antes recebia pelo menos R$ 10 por uma entrega de 10km, por exemplo, passará a ter, pelo menos, R$ 15.

Essa iniciativa também é resultado de uma dedicação constante e do compromisso firmado com líderes entregadores no 1º Fórum dos Entregadores da América Latina, onde foi pactuado a avaliação de um reajuste para elevação dos ganhos, beneficiando milhares de parceiros. Esse é o terceiro reajuste em 12 meses. Em 2021, a empresa aplicou reajustes em abril e novembro do mesmo ano.

Como destaca a diretora de Logística do iFood, Claudia Storch, a empresa não tem medido esforços para assegurar a dignidade dos entregadores que usam a plataforma. “Escutamos e entendemos nossos parceiros. Estamos continuamente em busca de soluções que promovam melhorias em nossa relação e no dia a dia de trabalho de todos que atuam com o iFood. Temos acompanhado o mercado e sabemos do nosso papel de gerar cada vez mais oportunidades para o ecossistema onde atuamos. Revisamos processos, fizemos contas e nos organizamos para poder aumentar os ganhos, em um atual cenário difícil da economia, e minimizar os efeitos da alta de preços no país.”

Segundo projeções da empresa, serão repassados mais de R$ 3,2 bilhões para os parceiros nos próximos 12 meses. O reajuste será válido para entregadores de todos os modais e não há critérios de elegibilidade.

A preocupação com a valorização dos entregadores não se restringe a reduzir os impactos negativos da economia no seu bem-estar. O iFood a estende à sua segurança, à redução dos custos de manutenção dos veículos usados para entregas e à programas educacionais, entre outros benefícios:

Em novembro e janeiro passados, vigorou o fundo de R$ 8 milhões para compensar os sucessivos aumentos dos combustíveis;

A apólice de seguro contra lesão que causa afastamento temporário da atividade de entregas foi implementada em 2021. Desde 2019, todos os trabalhadores já dispõem de seguros de acidentes pessoais,

sem franquia, que cobrem atendimento médico e odontológico de emergência, invalidez 

permanente total/parcial e morte acidental.

Mês a mês o programa Delivery de Vantagens, que oferece descontos em grandes redes de varejo, em planos de telefonia celular e também manutenção de motos, tem sido ampliado;

Gratuitamente, por meio da AVUS, todos os mais de 200 mil entregadores e entregadoras e um dependente (com ou sem vínculo familiar) têm à disposição preços acessíveis e descontos de até 80% em

consultas médicas, odontológicas, exames, medicina de apoio, medicamentos e farmácias credenciadas. 

Na plataforma do iFood Decola, os entregadores podem fazer vários cursos do programa de capacitação para o futuro do trabalho, gratuitos ou com bolsa, seja em tecnologia (como os de programação) ou em temas como gestão

financeira, empreendedorismo, inteligência emocional, qualidade nas entregas e legislação de trânsito.

Além disso, em janeiro de 2022, começaram as aulas do programa Meu Diploma do Ensino Médio, que disponibilizou aos entregadores mais de 2.000 bolsas de estudo para fazer o curso preparatório para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) e concluir o Ensino Médio.

Sobre o iFood

O iFood, referência em delivery online de comida na América Latina, tem 60 milhões de pedidos mensais. Há dez anos no mercado, a empresa de origem brasileira está presente também na Colômbia. Atua junto aos parceiros com iniciativas que reúnem inteligência de negócio e soluções de gestão para os cerca de 270 mil restaurantes cadastrados em mais de mil cidades em todo o Brasil. O iFood conta com importantes investidores, como a Movile, líder global em marketplaces móveis, e a Just Eat, uma das maiores empresas de pedidos online do mundo. Recentemente foi lançado o iFood News, portal de notícias do iFood que promove temas da atualidade como Nova Economia e conteúdos sobre as curiosidades do negócio, cases de sucesso dos parceiros, além da abordagem de tendências e inovação do segmento.

 

 

 

 

 

Ele1 - Criar site de notícias