Sexta, 07 de Maio de 2021 12:23 84 98733 4107
Dólar comercial R$ 5,21 -1.24%
Euro R$ 6,33 -0.57%
Peso Argentino R$ 0,06 -1.25%
Bitcoin R$ 317.357,93 +2.109%
Bovespa 121.034,17 pontos +0.93%
Economia Finanças

Reestruturação financeira na crise de 2021

Especialista traz orientações sobre como os negócios podem lidar no cenário de crise

22/04/2021 11h07
18
Por: Adrovando Claro Fonte: Daiana Barasa
Reestruturação financeira na crise de 2021

O ano começou inicialmente com boas expectativas quanto à vacinação, mas aos poucos, as coisas foram se tornando cada vez mais difíceis e muitas pessoas têm considerado esse ano ainda mais emblemático do que o anterior. Empresas que recorreram a empréstimos junto ao Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte), por exemplo, não estão conseguindo prorrogar o prazo para começar a pagar as dívidas e muitas empresas podem vir a quebrar por essa razão.

Com mais de 35 anos no mundo corporativo e desde 2015 à frente da MORCONE Consultoria Empresarial, atuando com empresas de diversos segmentos e de todos os portes, hoje trago um artigo sobre o papel da reestruturação financeira em contexto de crise. A reestruturação financeira é um processo que atua no ajuste da estrutura de capital e na reformulação dos controles financeiros e contábeis de um negócio, o que permite, inclusive, a recuperação de um estado prolongado de crise. Quando se reestrutura financeiramente uma organização, impactam-se outras áreas do negócio, como, por exemplo, a gestão e a legislação.

Reestruturação financeira em um cenário de crise

Antes de iniciar o processo de reestruturação, começa-se uma avaliação minuciosa, onde erros podem ser identificados em sua raiz, assim como o escoamento do faturamento. Além de saber para qual finalidade o dinheiro tem ido, é possível encontrar muitas soluções e alternativas para a resolução de problemas. Estamos em um momento em que todas as empresas estão precisando se reorganizar para conseguirem continuar diante da crise. Não é mais possível, por exemplo, fazer planejamentos de longo prazo, porque todos os dias ocorrem acontecimentos que impactam diretamente a economia. A reestruturação financeira é uma maneira que ajuda a contornar os processos no negócio para que consiga continuar suas operações e sobreviver no mercado.

O que envolve o diagnóstico financeiro da empresa

A reestruturação financeira envolve o diagnóstico, que envolve a análise da estrutura de capital, especialmente a dívida. Quando a dívida é alta, obviamente se torna mais evidente, por impactar diretamente o fluxo de caixa. Como as empresas estão vivendo esse momento de pressão para o pagamento das dívidas, tem ocorrido maior necessidade de capital de giro.

O que envolve o diagnóstico operacional

Sim, é preciso falar dessa área, porque na reestruturação financeira, ocorre também impacto direto sobre os processos operacionais. Será preciso um reajuste tático e estratégico, com análise da capacidade de geração de caixa da organização. É importante que esse reajuste seja feito o quanto antes para que possa surtir efeito em médio prazo.

Fluxo de caixa em momentos de crise

A análise constante do fluxo de caixa é essencial, geralmente é realizada de 6 e 12 meses, mas estamos em um cenário em que é necessário pensar em análises para médio e curto prazo, diário e semanal. As projeções realizadas devem levar em conta os diferentes cenários.

Quando é sinal de que a empresa precisa de uma reestruturação financeira?

Há vários casos a serem considerados nessa crise devido à pandemia. Muitas empresas já enfrentavam dificuldades antes da crise de Covid-19. Muitas outras começaram a ter dificuldades no início da crise e há ainda casos de negócios que não estão passando por dificuldades por enquanto. Em cada um desses casos, a abordagem é diferente, mas nesses três exemplos fica evidente a necessidade de reestruturação financeira.

Sempre friso a importância de que os gestores e gestoras não esperem o problema se agravar, não esperem o negócio sair do controle a ponto de infelizmente ter que parar com as atividades. A procura por ajuda especializada, seja consultoria ou mentoria é fundamental. A visão externa de um profissional pode ser fator crucial para livrar o negócio do fechamento de portas, algo que infelizmente ocorreu a milhares de empresas ano passado. O fluxo de caixa está sobrecarregado? As coisas saíram do controle? Não hesite em pedir ajuda.

Carlos Moreira - Há mais de 35 anos atuando em diversas empresas nacionais e multinacionais como Manager, CEO (Diretor Presidente), CFO (Diretor Financeiro e Controladoria) e CCO (Diretor Comercial e de Marketing). É empresário há mais de 15 anos e sócio e fundador da MORCONE Consultoria Empresarial.

Ele1 - Criar site de notícias